domingo, 16 de setembro de 2012

Mais curiosidades sobre o que o bebê sente

Olá mamães! Hoje vamos concluir nossas curiosidades sobre o que o bebê sente enquanto está na nossa barriguinha, enquanto fazemos algumas coisas, segundo a Revista Pais & Filhos.



O que o bebê sente quando a mãe...
dá risada
Quando a mamãe ri, o músculo do diafragma que separa o toráx do abdômen se movimenta. O bebê está lá embaixo, longe do diafragma, no útero, mas não é bobo nem nada e, sentindo a movimentação, movimenta-se por tabela.
Além disso, a mãe libera endorfinas, o hormônio da felicidade. Então, ele também fica rindo à toa. E, mais uma vez, existe o estímulo auditivo, que permite que o bebê ouça a voz da mãe, feliz.
Uma dica: tente incluí-lo nesse momento de alegria. Ele escuta a sua voz, então não custa nada aproveitar esse momento de animação para conversar com ele, mostrar que ele também é parte disso.

escuta um som alto
O problema é que não dá pra saber até que ponto o susto tem a ver com o som em si ou com os hormônios do estresse derrubados pela mãe na circulação sanguínea. Se a mãe vive em shows de rock pesado, o bebê já está acostumado com o som. E é claro que o aparelho auditivo da criança é supersensível, mas o som não chega até ela com a mesma intensidade que nós ouvimos, mas graças ao combo pele e líquido amniótico. Então, a chance de a criança nascer surda por conta de um show é bem remota.

come demais (ou come alimentos fortes)
O problema de se empanturrar é que grande parte do sangue é direcionada para fazer a digestão desse banquete. O corpo humano tenta sempre fazer o equilíbrio sanguíneo: quando a mãe manda mais sangue para o aparelho digestivo, chega menos sangue para o bebê. Isso não quer dizer que ele vai perder nutrientes ou oxigenação, mas ele fica em estado latente, mais quietinho, justamente o comportamento contrário do que quando a mãe faz uma refeição normal. É que geralmente após a refeição o bebê se mexe porque a glicose chegou até ele. Mas nada de se jogar no açúcar só para ficar no remelexo!

espirra
O bebê começa a ouvir no segundo trimenstre de gestação, então se você espirra, ele vai ouvir. Outra resposta é em relação à pressão que os músculos da barriga fazem quando a mãe espirra. Por mais que entre ele e o mundo exterior existam sete camadas de pele e mais um volume considerável de líquido amniótico, o bebê sente quando é feita alguma pressão na barriga. Claro que, por conta da proteção natural contra choques, ele sente em menor proporção, mas sente.
No que diz respeito aos outros sentidos, o bebê, justamente por estar envolto em todo aquele líquido amniótico e a pele, não sente cheiro. Alguns estudos dizem que ele é capaz de sentir gosto, mas nada está provado ainda.


Nenhum comentário:

Postar um comentário